Búsqueda personalizada

Páginas

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Sonhar com tortura de água - Auto-análise

Esta noite foi muito agoniante. O calor era imenso e eu não parava na cama. Dobrei o cobertor em seis dobras e coloquei ao pé da cama. Me virava para um lado, me virava para o outro, até que mudei mais uma vez para o lado contrário da cama, talvez para apanhar a corrente de ar que passava da janela para o corredor, com a porta aberta.

O ventilador (ventoinha em Portugal) estava ligado no ponto fixo e no máximo. Batia directamente nas minhas costas. Refrescava bastante mas mesmo assim, meu sono era pouco tranquilo. Coloquei o cobertor dobrado em seis em cima da minha cabeça e fiquei lá encaixada.

Sonho:
Na verdade tive um pesadelo daqueles que geme e grita.
Sonhei que estava encaixada em uma varanda, como se esta se tratasse de uma gaveta grande, no qual o meu corpo foi ali metido como se eu fosse uma boneca. Quem me meteu ali, tinha metido pela pernas, de maneira que minha cabeça estava bem encaixada não sei bem aonde. De repente senti que caia água nas minhas costas. A princípio era pouca e refrescava e depois a água foi aumentando o caldal, mas sempre fria. Aquilo foi me dando nos nervos como uma tortura e, incrivelmente, sabia a partida que meu marido estava ali na cama (?) e que podia me ajudar. Comecei a gemer alto para que ele me ajudasse, pois não conseguia me mexer.

Ainda lembro de sentir sua mão no meu ombro, mas mesmo assim não conseguia acordar. Continuei a gritar no sentido dele me mexer com mais vigor e poder conseguir me tirar dali. E ele fez isso, mas sempre com muito cuidado.

Graças a Deus, acordei... Até agora estou agoniada.

Conclusão:
Quero que vocês percebam a ligação dos objectos e atitudes mencionados na discrição dos minutos antes de pegar no sono e relacionem com o pesadelo. Assim se vai compreendendo determinados sonhos.

Bem haja!
Joice Worm

3 comentários:

LC disse...

Joooice, vc já colocou o verso?
MEUS SAIS!

Que bom que gostou!
To contente e eu quero esse manual
custe o que custar!

bjão da amiga que te admira!

Lu C.

Joice Worm disse...

Hehe, tu és o máximo, Lu. Fiquei tão feliz que não resisti em postar. Mas estava tão cansada ontem, que deixei para ti avisar hoje... Mas nossa transmissão de pensamentos fez o trabalho de comunicação. Legal, han?
Obrigada, linda. Adorei... todas as poesias!!
Beijão p'ra ti também.
Joice

LC disse...

Sim, essa nossa transmissão de pensamento é infalível, rsrs... desde sempre.

te amuu

Lu