Búsqueda personalizada

Páginas

domingo, 4 de outubro de 2009

Sonhar com cobra engolindo um rato

"Oi Joice, boa Tarde!
Como vc entende bem de sonhos, vc poderia me ajudar?
Sonhei esta noite com uma cobra e um rato, nesse sonho a
cobra comia o rato, e como não acho um significado concreto
queria a sua opinião .Mto Obrigado e Boa Semana!"
I.

Olá I.!

É sempre difícil encontrar uma relação de um sonho entre duas palavras procuradas. Por este motivo o melhor é interpretar com cuidado. Uma cobra é símbolo de sabedoria e o rato é o procurador de tesouros.

Não sei se conseguirá lembrar algo mais do seu sonho, pois para uma digna interpretação os detalhes contam muito. Deverias lembrar onde estavam os animais, em sua casa, no campo, na estrada... O que você sentiu quando os viu: repulsa, medo, indiferença...

Caso consiga lembrar faremos juntas uma análise. Se não, deixe que este sonho seja apenas um anuncio de que em breve se lembrará de um mais importante.

Quanto a este, se não há mais detalhes, tire da cabeça que possa ser um mal presságio. Às vezes pode significar apenas que por você ter comentado que comeu demais antes de dormir, seja o suficiente para sonhar com uma cobra (intestino) engolindo um rato (bolo alimentar).

Grandes beijos,

Joice Worm

6 comentários:

Betânia disse...

Essa noite eu tive o típico sonho de conversar com um personagem da novela das oito. Sempre que assisto algum capitulo de novela parece que as imagens ficam arquivadas no meu subconsciente e não sei por qual motivo depois retornam em sonho. Eu quase assisto tudo outra vez sonhando. Nunca dou importância a esse tipo de sonho donde às vezes chego até a contracenar fazendo o papel de alguma atriz. Será que deveria dar alguma importância a esses sonhos? Parece-me mais um descarregamento mental. Antes de acordar eu sonhei que estava na presença de uma amiga, a qual não soube identificar na vida real. Depois de conversarmos algo que não me lembro, ela foi buscar meu presente (eu sabia que ia ganhar algo) e nisso pediu-me para fechar os olhos. Eu fechei e senti quando ela colocou algo super leve nas minhas mãos. Abri os olhos e como imaginara, era um envelope. Inicialmente senti-me frustrada, pois embora não houvesse conferido o que ela dera para minha mãe, havia visto que era um embrulho e não apenas um cartão. Disfarçando meu aborrecimento agradeci-a e abri o envelope retirando o cartão de dentro. Sem entender observei que aquilo não era um cartão comprado, mas sim feito por ela mesma. Novamente fiz descaso do presente. Foi então que ela me perguntou se o quadro de visualização que eu estava fazendo era parecido com aquele. Somente aí me dei conta do que era aquele cartão: varias coisas boas que ela desejava para mim em forma de um mini quadro de visualização. Fiquei encantada. Dei mais atenção as gravuras e observei o esmero com que ela fizera cada recorte e até algumas montagens com fotos minhas para parecer mais real. Tinham tantas frases que fui obrigada a dizer-lhe que depois leria todas com mais calma, mas minha vontade já era ler tudo de imediato. Respondi-lhe que estava desenhando minhas projeções e pregando-as na parede do quarto, mas achara muito válida a maneira como ela fizera aquele cartão. Infelizmente acordei sem ter lido nada do cartão, mas pelas imagens que visualizei creio que havia muita coisa positiva naquele pequeno espaço de folha. Acordei ainda com a sensação de que não poderia ter ganhado presente melhor. o que isso pode significar?

Amanda dos Reis disse...

Olá joice, ando sonhando muito e não sei porque sonho com tantas coisas distintas numa só noite. Primeiro sonhei que ia viajar com minha irmã e já estávamos atrasados quando ela quis que eu vestisse uma roupa que ela houvera me dado. Quando eu vesti percebi que a roupa estava toda picada de traça e nem daria para vesti-la. Era uma calça jeans com uma camiseta vermelha e tinha mais buraco do que tecido. Fiquei desconsolada com aquela situação e preocupada com o restante das minhas roupas. Nisso fomos viajar e tanto eu quanto minha tia entramos no porta-mala do carro. Estava muito apertado e fiquei pensando se suportaria aquilo a viajem toda. Não sei para onde íamos. Depois eu já estava num apartamento que desconheço na vida real. Da janela eu podia avistar o mar e de repente começou uma tempestade muito forte. Tudo ficou escuro num tom de azul quase preto. Fiquei olhando as ondas aumentarem de tamanho junto aos raios e trovões que estrondavam e busquei a maquina fotográfica para tirar algumas fotos, mas minha atenção foi desviada: tive que correr para fechar todas as janelas, pois estava entrando um vento muito forte e incrivelmente as ondas estavam quase atingindo a altura das janelas. Fiquei impressionada, pois embora estivesse no primeiro andar (depois do térreo), considerava uma altura grande para a onda subir. Não senti medo, pois ali dentro parecia protegida independente do tamanho que as ondas atingissem. Antes da tempestade ter começado, eu estava tentando tocar piano. Era um piano pequeno (infantil) que me fora emprestado por uma antiga professora de piano. Lembro de ter sentido certo peso na consciência por não o ter devolvido, mas sabia que não o fizera intencionalmente para ficar com o instrumento. Eu olhava para a partitura e não conseguia tocar, pois havia muito tempo que não praticava e já esquecera quase tudo. Depois de fechar as janelas eu voltei para junto do piano e nem dei mais atenção para a tempestade.
Num segundo sonho eu estava num local donde havia muitos gatos persas filhotes. Eu peguei alguns no colo e como gosto muito de bichano, achei todos lindos, além de serem mansos. Um deles ficou gravado em minha mente: era adulto, todo branco e com o rabo pintado de azul claro. Achei muito interessante alguém ter pintado o rabo do gato, mas não entendi por que haviam feito aquilo. Por ultimo também sonhei que estava numa cidade e num local completamente estranho e fui convidada para ser prefeita de outra cidade que também desconhecia. Achei estranho convidarem uma pessoa desconhecida como eu e que nada sabia da cidade para ser prefeita dela. Aceitei e fui participar de uma reunião. Quando cheguei lá havia mais quatro concorrentes e após as apresentações marcaram a continuação da reunião para depois do almoço. Como não conhecia nada segui os três primeiros candidatos na intenção de chegar até o restaurante. Quando os vi, há cerca de meio quarteirão na minha frente, entrando no que julgava ser o restaurante, diminui o passo e perdi-os de vista. Quando lá cheguei o lugar era uma loja de calçados e senti-me um pouco perdida. Nisso acordei e nada mais me lembro. o que esses sonhos podem representar?

Branca Flor disse...

Não faço idéia do porque dos meus sonhos dessa noite. Eu estava num corredor comprido, cheio de portas de apartamentos e entrei numa que era do banheiro. Na comprida bancada do lavatório estavam várias bandejas cheias de doces secos. Fiquei muito encantada com aquilo e peguei uma cocada para experimentar, mas minha vontade já era pegar um doce de cada para provar. Nisso apareceu uma mulher na porta e tentando disfarçar perguntei a ela quem fazia aqueles doces. Pensei certo de que era alguém querendo divulgar seus doces caseiros. Em verdade pouco me interessava saber quem era a doceira que os fizera, eu queria apenas dar a entender que não havia ido ali só para comer doce, mas que os vendo resolvera provar. Estava tentando disfarçar minha gulodice. A mulher não soube responder e para meu alivio se retirou logo em seguida. Fui adentrando para o banheiro e quanto mais andava, mais o lavatório se parecia com uma bancada de restaurante. Nisso vi pedaço de bolo, paçoca e fui ficando desesperada, pois queria provar de tudo, mas não conseguia acabar de comer a cocada que estava na minha mão. Parece que ela se refazia a cada mordida que eu dava. Pensei comigo de ir fazer as necessidades enquanto terminava de comer a cocada. Tinha me dispersado tanto que a vontade fisiológica até passara. No que continuei andando para ter acesso aos vasos sanitários, parece que o ambiente modificou-se e eu estava no meio da montagem de uma festa. Não lembro muito dessa parte, apenas recordo que eu procurava pelo banheiro quando passei por duas crianças que olharam para o doce que eu comia. Rapidamente perguntei se eles queriam, pois não via a hora de acabar com aquela cocada para provar as outras guloseimas que foram todas reportadas para o ambiente da festa. Como eles responderam que sim, aliviada dividi o pedaço da cocada e dei-os. Com as mãos livres eu deixei de ir procurar o banheiro e resolvi voltar para pegar outra coisa de comer. Parece que o sonho deu um pulo e me vi abrindo uma porta. O interior do local estava cheio de serragem. Havia três homens idosos trabalhando ali dentro e surpreendi deles já estarem firme no serviço, pois ainda era muito cedo e o dia nem clareara. Um deles pareceu ser meu pai, o outro um tio (ambos já falecidos) e o terceiro não sei quem era. Eles estavam nus por conta do calor do trabalho pesado e esse detalhe não foi constrangimento nem para eles e nem para mim. O primeiro cômodo que verifiquei foi à cozinha. Haviam montado a pia que era toda de mármore e acompanhava a quina da parede formando um L, mas as prateleiras também de mármore, e que eram mais largas do que à parte da pia, haviam ficado muito baixas de forma que seria preciso agachar em baixo das prateleiras para ter acesso a pia. Estava totalmente desapropriado para o uso, mas não me importei, pois não seria eu quem lidaria na cozinha. Depois disso acho que acordei. o que pode representar esses sonhos?

Joice Worm disse...

Olá Betânia,
Seu sonho demonstra que você está dando pouco valor às coisas simples. Em realidade deve estar a fazer julgamentos precipitados. Desta forma sente-se incomodada interiormente.
Normalmente um sonho nos mostra como nos sentimos por dentro em relação aos nossos sentimentos.
Neste sonho não se pode tirar objectos isolados para serem analisados.
Um abraço,
Joice Worm

Joice Worm disse...

Amanda,
Seu sonho demonstra para você mesma que ainda anda a procura de uma vida profissional estável e também de um relacionamento duradouro.
Todo o sonho com passagens de um lugar e situação para outra, significa que não está em paz com a vida que leva e nem com as pessoas que lhe rodeiam.
É possível que tenha estado um pouco cansada de tudo quando sonhou.
Por isso a sua mente experimentou este sotão, roupa velha, entrar em um porta-mala, tempestade, inundação...
O bom disso tudo é saber que seu espírito aliviou naquele dia tudo o que ele sentia e você não comentava nem para você, nem para ninguém.
Um grande abraço, linda.
Joice Worm

Joice Worm disse...

Branca,
Normalmente quando sonhamos com doces ou outra espécie de comida, primeiro relacionamos com um breve estado de fome enquanto dormimos.
Se ia ao mesmo tempo à procura de um banheiro, também aí pode interpretar como uma necessidade do momento.
Depois, quando pulou o sonho para outro cenário, este significou que você está em plena forma espiritual. Tem a consciência tranquila e vive a vida com simplicidade.
Isso está demonstrado na visão de duas pessoas que já faleceram e que estavam sem roupa. Desprendidas, assim como você, de qualquer tipo de preconceitos.
Um grande abraço,
Joice Worm